quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Eles chegaram... (arrgggg)

Há alguns dias percebi que a Nathalia estava coçando demais a cabeça, resolvi dar uma olhada e não vi nada, resolvi passar o pente fino e diferentemente das outas vezes que nunca caiu nada, dessa vez caíram 02 piolhos, um vivo e um morto, fiquei desesperada.
Pesquisei muito na net sobre o assunto, na verdade nem precisava né, pois eu era a tal da piolhenta quando era criança, minha mãe ficava estressada, imaginem, eram 03 meninas piolhentas, ela limpava nossa cabeça no sábado e na segunda a gente chegava da escola com a cabeça fervilhando, rs.
Comecei o extermínio lavando o cabelinho dela com o xampu Scabin que deve ser usado ainda pelo menos 01 vezes na semana, em seguida passei o Kwell, depois dos 10 minutos de ação, passei o pente fino e caiu mais alguns piolhos pequenos e 1 grande (ai que nojo), depois enxaguei bem o cabelinho dela e dei uma boa olhada, ainda tinhas umas poucas lendeas mortas, tirei tudo e passei um creminho de pentear, porque o cabelo ficou meio seco.
Depois dei metade do comprimido Revectina que previne uma nova infestação (assim espero).
Tenho olhando e passado o pente fino todos os dias e não caiu mais nada, mas agora começando as aulas vou ter cuidado dobrado, mandando ela de cabelinho preso e vou continuar usando o Scabin toda semana por prevenção.
Ontem comentei com a minha mãe e minha irmã que estava atrasada com o post sobre os piolhos e minha mãe ficou abismada, disse assim: - Credo, quando vcs eram pequenas as mães tinham vergonhar de dizer que os filhos tinham piolho, agora colocam até na internet!!!
uahuahuahauahuahaua, eu disse que aqui era um diário e tenho que contar tudo, rs, mesmo porque não acho vergonhoso ela ter pego, li na net que essa praga não tem nível social, raça ou cor, atinge qualquer pessoa com cabelo, rs.
Pediculose da cabeça (Piolhos) O que é? A pediculose da cabeça é uma doença parasitária, causada pelo Pediculus humanus var. capitis, vulgarmente chamado de piolho da cabeça. Atinge todas as classes sociais, afetando principalmente crianças em idade escolar e mulheres. É transmitida pelo contato direto interpessoal ou pelo uso de objetos como bonés, gorros, escovas de cabelo ou pentes de pessoas contaminadas. Manifestações clínicas A doença tem como característica principal a coceira intensa no couro cabeludo, principalmente na parte de trás da cabeça e que pode atingir também o pescoço e a região superior do tronco, onde se observam pontos avermelhados semelhantes a picadas de mosquitos. Com a coçadura das lesões pode ocorrer a infecção secundária por bactérias, levando, inclusive, ao surgimento de glânglios no pescoço. Geralmente a doença é causada por poucos parasitas, o que torna difícil encontrá-los, mas em alguns casos, principalmente em pessoas com maus hábitos higiênicos, a infestação ocorre em grande quantidade. Outra característica da pediculose é a presença das lêndeas, que são os ovos do parasita, depositados pelas fêmeas nos fios de cabelo. Tem coloração esbranquiçada e ficam grudados nos fios a cerca de 1cm do couro cabeludo.

Eu espero que minha pequena esteja livre desse bicho e que não tenha o sangue doce da mamãe que era imã de piolho na infância.
Olha que dózinha da minha pequena nessa foto (mamãe é maldosa né filha? Desculpa aí!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...